quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Filtro de ar natural - as plantas que ajudam a despoluir o ar de interiores


Como vimos no último post, esses agentes poluidores nos causam males a saúde, como alergias, problemas respiratórios e podendo causar câncer.
Dando continuidade ao artigo do site http://www.mundoverde.com.br/, vamos saber mais sobre os poluentes eliminados pela edificação e seus objetos e como proceder para diminuir esta poluição.

Artigo do site Mundo Verde
_________________________________________________________
Bill Wolverton, engenheiro ambiental e ex-pesquisador da Nasa, autor do livro “Plants: how they contribute to human health and well-being” (Plantas, como elas contribuem para a saúde e o bem-estar), tem a missão de esclarecer e de ensinar como se livrar desse tipo de poluição, viaplantas filtradoras do ar. Sua experiência baseia-se na base espacial Skylab, onde mais de 100 tipos de substâncias poluidoras foram encontradas dentro das naves.
Clique na foto e conheça uma história de plantas no escritório que deu certo
Clique na foto e conheça uma história de plantas no escritório que deu certo
Estas pesquisas levaram a EPA – Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (U.S. Environmental Protection Agency) a vistoriar prédios públicos (escritórios, hospitais, creches etc.), identificando mais de 900 poluentes transportados pelo ar.
Eis os elementos prevalecentes:
  1. Formaldeído (formol) – considerado altamente tóxico e cancerígeno, presente nos móveis de escritório, na fumaça de cigarros, nos gases de aquecimento e da refrigeração, nos produtos de limpeza doméstica e industrial, nas sacolas plastificadas, nos copos e materiais descartáveis, nos adesivos para carpete e materiais retardadores do fogo, nos materiais de construção, vidros, espelhos, roupas e até no papel higiênico;
  2. Benzeno – encontrado na gasolina, em tintas, em borrachas, plásticos e óleos.
  3. Xileno – Considerado cancerígeno. Ao ser inalado, este produto inflamável ocasiona irritação dos olhos, tontura, dor de cabeça e perda de consciência. Se ingerido, provoca pneumonia. As indústrias de canetas já estão retirando o xileno da composição de seus produtos, devido aos seus malefícios.
  4. TCE (Tricloroetileno ou tricloreteno) – encontrado em fontes de águas subterrâneas e águas superficiais como resíduo acumulado da atividade humana – fabrico, utilização e eliminação; tintas, tintas para impressora, monitores, seladores, vernizes, adesivos, tapeçarias, fumaça de cigarros, amoníaco, álcool e acetona (carpetes e cosméticos).
A solução do Dr. B.C. Wolverton, de Anne Johnson e Keith Bounds – especialistas e pesquisadores em fisiologia vegetal – está disponível na natureza, através de plantas de fácil cultivo em locais com pouca luz, cujos filtros naturais são capazes de neutralizar a poluição interna.
palmeira menor
As folhagens e flores estudadas possuem elevada capacidade de reter, filtrar e eliminar agentes nocivos.  Além disso, as raízes e as bactérias do solo ajudam na eliminação de vapores tóxicos.
Dentre elas, destacam-se as arecas, palmeiras-ráfis (consideradas mais eficientes), dracenas, samambaias e babosa. Para um ambiente de fumantes, por exemplo, a dracena ou o clorofito são as opções adequadas. Para ajudar a manter o ar livre dos químicos dos detergentes, os antúrios são indicados. Um colecionador de arte e de quadros deve investir nas gérberas ou crisântemos, que são despoluidoras do benzeno, bem como a hera, a palmeira chamaedorea, a espada-de-são-jorge e o lírio-da-paz.
Plantas para um ar puro (nome científico e nome comum):
  1. Chamaedorea seifritzii – Palmeira chamaedorea
  2. Hedera helix – Hera
  3. Gerbera jamesonii – Gérbera, margarida-da-áfrica, margarida-do-transvaal
  4. Dracaena “Janet Craig” –Dracenas
  5. Dracaena marginata – Dracenas
  6. Dracaena massangeana – Dracenas
  7. Sansevieria laurentii – Espada-de-são-jorge, rabo-de-lagarto, língua-de-sogra, sansevéri.
  8. Chrysantheium morifolium – Crisantemum, Crisântemo, crisântemo-da-china, crisântemo-do-japão, monsenhor.
  9. Spathiphyllum “Mauna Loa” – Lírio-da-paz, bandeira-branca, espatifilo.
  10. Dracaena “Warneckii” – Dracenas
anturio menor
ATENÇÃO:
  1. Colocar uma planta para cada dez metros quadrados.
  2. Plantá-la numa boa terra e aguardar cerca de 7 dias para sua adaptação e para iniciar o processo de  “despoluição”.
  3. Limpá-la, fazendo sua manutenção para que seu filtro natural não fique “entupido”.
  4. O excesso de plantas pode causar o efeito contrário, devido ao excesso de umidade.
_________________________________________________________


Gente, vamos ficar atentos aos sintomas provocados por estes poluentes e busque as plantas para reduzir os males! 
As plantas ajudam a neutralizar os compostos químicos voláteis e decoram nossa casa com a beleza da natureza.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa página no facebook!

Curtiu? Compartilhe